As consultas

 

 

08/03/2010

 

Hoje foi a 1ª consulta de grávida!

 

Fizemos a 1ª ecografia e vimos o coraçãozinho da nossa "ervilhinha" a bater!!!!!

Parecia que estava a dar sinais de luzes!

A médica disse que está tudo bem. O embrião está com 0,61 milímetros!

Marcou consulta para dia 15/03.

 

15/03/2010

 

2ª consulta!

A nossa ervilhinha quase que duplicou o seu tamanho. Hoje mede 1,12 cm!!!!

Estava a mexer-se enquanto a eco decorria, e pela primeira vez, ouvimos o coração bater!

Próxima consulta: 30/03

 

30/03/2010

 

3ª consulta!

O feijãozinho está a desenvolver-se bem. Mede 2,9 cm.

Ouvimos o coração, vimos a placenta e o cordão umbilical.

A próxima eco é dia 19/04, e no dia seguinte vou fazer rastreio bio-quimico.

Talvez nessa altura já se consiga ver o sexo, mas o resultado não será 100% seguro.

A próxima consulta é dia 21/04.

 

21/04/2010

 

4ª consulta!

Hoje tive direito ao Boletim da Grávida!

Mediram-me a tensão, o peso, fiz xixi para um copinho :-) e fizeram citologia cervicovaginal. Marcaram nova consulta para 19/05, mais análises... e deram-me folhetos com informações relevantes sobre esta etapa.

 

19/05/2010

 

5ª consulta.

É mais o tempo de espera do que o tempo de consulta. Voltaram a medir-me a tensão, verificar o peso e "avaliar" o xixi.

Os resultados do rastreio e análises estão bem, e mais uma vez deram-me na cabeça por causa do aumento de peso... a continuar assim, dizem que me mandam para a consulta da nutricionista. Quem mandem... a senhora tem que ter pacientes para atender, se não é mais uma no desemprego! :-)

 

09/06/2010

 

6ª consulta.

Voltaram a dar-me na cabeça por causa do peso... mas desta vez saltou-me a tampa e disse ao médico para me mandar de uma vez por todas para a nutricionista, pois tenho consciência que a minha alimentação não é desiquilibrada. Cada vez que ele começava a falar nos problemas que o excesso de peso pode trazer, eu só lhe dizia "mande para a nutricionista". Já ia falar outra vez dos diabetes e da hipertenção que podem aparecer nestas fases, e eu informei-o de que uns dias antes tinha tido as tensões a 9 - 6, mas ele desvalorizou a situação e disse que é normal... enfim... desta vez não gostei nada da prestação dele, e até já estou a ponderar mudar de médico caso o fadinho do "excesso de peso" continue. No final decidiu não me encaminhar para a tal consulta, pois concluiu que eu só engordei 600 gr desde o último mês (parvalhão).

Ouvimos o coração do bebé e ficou muito espantado quando eu disse que já o sentia mexer desde as 17 semanas e meia.

Passou-me uma montanha de análises, incluindo o famoso teste "do liquido doce".

Falei-lhe que andava a ter muita azia, mas a atenção dele foi tanta, que no final não me passou nenhum medicamento para isso, e o Folicil que lhe pedi só me passou de 20 comprimidos (que não chega para nada).

A última frase dele foi: "dou-lhe autorização para engordar mais 4 Kg. Preferimos ter uma grávida gordinha, do que uma grávida nervosa".... estúpido! Não perdes pela demora.

 

21/07/2010

 

Desta vez só a enfermeira é que mandou uma boquinha sobre o aumento de peso... mas foi bastante simpática (são todas) e muito atenciosa. Estivemos a falar sobre algumas dúvidas que eu tinha, e correu tudo bem.

O médico esteve a ouvir o coração do bebecas e viu o relatório da última ecografia. Diz que é um bebé jeitoso!

Marcou data para me ministrarem a injecção sobre o grupo sanguineo, que tem que ser tomada às 28 semanas, e não me chateou mais!

 

28/07/2010

 

O médico ligou-me a pedir para passar lá sem marcação de consulta, pois os valores do teste de glicémia do 2º trimestre acusaram diabetes gestacionais.

Hoje fui lá para falarmos sobre isso e para me darem a máquina de medir os diabetes. Falamos sobre alterações aos hábitos alimentares - depois vou receber marcação para consulta de nutrição - explicaram como funciona a máquina, e agendaram nova consulta.

Tenho que picar o dedo 4 vezes por dia, fazer as refeições sempre à mesma hora e evitar determinados alimentos, nomeadamente todo e qualquer tipo de doces e adoçantes (açúcar, hermezetas, iogurtes de aromas/pedaços, manga, melão, uvas, figos, meloa, ameixas). Outros alimentos devem ser ingeridos com moderação (pão, batata, massa).

Se mesmo assim não se conseguir controlar os valores, terei que receber insulina, pois apesar de não ser uma situação de risco para o bebecas, pode fazer com que ele se torne mais gorducho e isso vai custar mais no parto... depois dele nascer, pode vir a sofrer de carência de açúcar, dado a variação de valores que ocorre após o parto.

Talvez agora se justifique o aumento de peso que tive no inicio, mas que só agora com este exame mais pormenorizado é que se detectou a existência de diabetes gestacionais.

 

11/08/2010

 

Com a detecção dos diabetes gestacionais, as consultas poderão tornar-se mais frequentes, conforme o médico achar melhor.

Hoje lá fui eu mostrar os valores obtidos desde que comecei o controlo, e um mapa com o tipo de alimentos que tenho andado a ingerir (e que ele achou muito original!!!).

Apesar de 3 valores estarem acima do limite, todos os restantes estão bem e por isso, e para já, não é necessário receber insulina. Mesmo assim, tenho que continuar a controlar 4 vezes por dia, pois com o avançar da gravidez é normal que o organismo materno se torne mais lento e com isso desencadeie maior resistência à produção de insulina, o que faria elevar os valores da glicose nas medições que faço após as refeições.

O médico deu-me os parabéns pelos resultados obtidos e também por ter emagrecido 1 Kg, o que não é motivo para alarme. As tensões estão ok. Só os pés estão um bocadito inchados... ouvimos o coração do A. e pela palpação que fez, diz que ele ainda está em posição transversal.

 

25/08/2010

 

Os diabetes continuam controlados. Apesar de eu ter aumentado 1 Kg, o Dr. T. diz que sou uma grávida bem comportada... marcou as análises do 3º trimestre, verificou o relatório da ecografia e esteve a explicar-nos o porquê de ela ter sido tão rápida, pois não tinhamos ficado satisfeitos com o "serviço".

Por fim, ouvimos o coração do A.

publicado por Gugú Dadá às 19:52